Hot Mix

Este jornalista aqui foi convidado pela assessoria de imprensa do Rio Quente Resorts para ir ao festival Hot Mix, do dia 03 ao dia 06 de abril, no maior resort do país. Aceitei, afinal, não é todo dia que somos convidados para um evento deste tipo num lugar família.

O resort
Tradição é a palavra que define o Rio Quente Resorts. É tradicionalíssimo e é o maior anunciante de hotelaria no Brasil e um dos maiores do mundo. “É um produto família, de 0 a 99 anos”, diz Manoel Carlos Cardoso, diretor de marketing do resort. Pudera, seu cartão de visitas faz inveja a muitos spas: é o próprio rio de águas naturalmente quentes da serra de Caldas Novas. Águas essas que são surreais. Imagine se banhar em piscinas de água quente com 0% de cloro. A todo instante eu dizia “Que água surreal” ou brincava: “O forninho deles é potente”. O Rio Quente trabalha com o conceito de conforto, comodidade e, principalmente, o despojamento.

A estrutura hoteleira abriga quartos bem equipados e sinalizações muito claras para os procedimentos de hospedagem, como camareira, recepção e mensageiros. O cartão-comanda é uma das vedetes, dispensando o uso de seu cartão pessoal. Coloque a carteira no cofre, feche e só a busque quando for pagar a estadia. Tudo é anotado em seu cartão-comanda. O tal despojamento é um prazer à parte: nas dependências do hotel o Parque das Fontes funciona 24h, sem descanso para o bar e as duchas naturais, além das piscinas. Nada mais é tão romântico do que curtir o pôr-do-sol deitado nas piscinas quentes. Além disso, há massagistas, trilhas ecológicas, shows, festas temáticas e outras atrações.

Entretanto, outras atrações mais radicais são indispensáveis ao passeio. O principal hotel – o Hotel Pousada – é cercado por escarpas belíssimas, regado a água quente a todo o momento e, durante o dia, você pode curtir uma série de atrações no Hot Park, com direito a toboáguas abertos e fechados (você vai no escuro – vá de tapete que é mais emocionante), um half-pipe gigante em que você e mais um outro doido escorregam (esse é para gritar bastante), um rio da preguiça, arvorismo, tirolesa, mergulho ecológico (fiquei boquiaberto com os cardumes e o profissionalismo dos mergulhadores) e mais.

O evento
Bem, toda essa infra-estrutura estava à disposição de quem se aventurou pelo Hot Mix. Ou seja, antes de você se jogar na festa, tudo isso que eu descrevi acima podia ser feito. O maior complexo de águas quentes do mundo ainda abrigava o megaevento de música eletrônica. “É o primeiro evento dentro de um resort, fechado para o público gay”, explica Antônio Augusto, gerente de grupos e eventos do Rio Quente. Em parceria com a G Travel e com produção de Gustavo Rahner, a festa foi armada. Foram 3 dias de festa quase ininterrupta com os melhores DJs do país e duas atrações internacionais. No line-up: de São Paulo, Grá Ferreira, Junior Perón, a cantora Amannda Aragão, Renato Cecin e João Neto; do Rio de Janeiro, Felipe Lira, Ana Paula, Herlison, Tzo, Clarck, André Garça e Rafael Calvente; do Distrito Federal, André Queiroz; e os internacionais Fist, da Colômbia e Joe Gathreaux, de Nova York. Ou seja, basicamente a The Week de SP e RJ nas festas.

Dividido em festas como E.njoy The Night, E.Go! Rising, Lounge Session e Tea Dance, que se revezavam no Hot Park e na “boate itinerante” no Parque das Fontes, os DJs entravam com tudo e entregavam sets por vezes delirantes e bombados. Ana Paula, por exemplo, arrasou em seus sets, assim como o fez João Neto. Atração à parte foi Fist e as músicas completamente desconhecidas e destruidoras e o set descolado e energizado de Gathreaux. Mas não parou por aí, todos deram conta do recado e o evento foi muitas vezes às alturas. Além disso, haviam drags para animar, fazer correio elegante (que deu muito certo) e a hilária Salete Campari (foto abaixo) para fazer os momentos de todos (até no avião, na volta, acredite) serem incrivelmente hilários.

A equipe do complexo envolveu 50 funcionários terceirizados (incluídos na produção do evento) e seus 1.300 funcionário fixos. É estimado o valor de mais de R$ 200 mil gastos no evento, sem incluir aí o ônus de ter seus outros hotéis fechados e a não-vinda de famílias para o resort (as famílias eram avisadas; algumas foram e chegaram a aproveitar o Hot Park e as piscinas com a festança). “Tem família que acha até interessante e diz que é legal, para variar”, afirma o diretor de marketing, Manoel Carlos.

Avaliação
Como um todo, para a mídia presente, os convidados e para o diretor de marketing, o evento foi muito positivo. “Para nós, podemos dizer que foi um sucesso”, avalia Cardoso. O resort espera retorno do investimento ao longo dos anos e se diz satisfeito com os três dias. Falando dos pontos positivos, é impossível não mencionar o atendimento criterioso e cortês do hotel. Era praticamente difícil que algum funcionário não abordasse os presentes com um “Boa Noite”, “Bom Dia” ou “Obrigado”. A infra-estrutura foi impecável, principalmente nos bares, que tinham atendimento rápido e sem maiores problemas no registro de bebidas no cartão-comanda. As atrações foram todas seguidas conforme a programação e, à parte a chuva que despencou no terceiro dia, houve nenhuma perturbação.

Aliás, a palavra de ordem é exclusividade. Um evento como esse deu a sensação de quem participou como algo exclusivo, vip. A proximidade com os DJs foi muito importante. Eles podiam ser “alcançados” pelo público, podia-se conversar com eles, vê-los de perto e isso trazia uma aura amistosa e sem comparações ao evento, como se nunca viu. Soma-se a isso o clima agradável e o line-up estrelado e tem-se um evento sem precedentes.

Elogios à parte, o evento não estava cheio. Estima-se que cerca de 500 pessoas tenham passado pelo evento nos três dias, um quarto do previsto. Segundo o gerente de eventos Antônio Augusto, algumas coisas terão de ser feitas: “Como todo primeiro evento, você tem que ajeitar, arrumar. Principalmente na parte comercial, de vendas. Fazer um trabalho diferente”.

Alguns problemas foram apontados por alguns DJs. Junior Perón e a cantora Amannda Aragão (foto abaixo) acreditam que o evento possa ser feito em uma outra data, longe do Carnaval e da Parada Gay de SP, a vedete do turismo gay atualmente no Brasil. “Eu acho que a data não influencia. Logicamente, irei considerar o que foi dito, mas acho que data é data. Se você divulga bem e faz a trilha, acontece”, diz Manoel Carlos.

Pegando o gancho de Manoel, um outro possível empecilho pode ter sido a divulgação, que foi focada mais no Centro-Oeste e não contemplou muito as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. O pessoal do ParouTudo.com afirmou que Brasília compareceu em peso e isso é um ganho. Além disso, A Capa estava lá, eu da DOM e o pessoal da TV Orkut. Foi uma escolha do resort sair na mídia especializada, mas o MixBrasil não estava lá, tampouco a Junior e outros formadores de opinião. Ligado muito à fama de “família”, o staff do Rio Quente não queria ser atrelado ao “mainstream”. Mas é possível que esta tenha sido uma escolha que influenciou na freqüência de público no evento.

Entretanto, o resort acredita que foi interessante. “A gente está bem satisfeito com o resultado. É só melhorar”, arremata Antônio Augusto. “Você convencer os acionistas a fazer um evento que quebra a tradição, que quebra o conservadorismo da própria região, você imagina o quanto foi oneroso”, explica Manoel Carlos Cardoso. Entretanto, Cardoso afirma que o evento já faz parte do calendário do resort, ou seja, podemos esperar mais Hot Mix por aí. O resort estuda semestralizar o evento.

Com todos estes pós e contras, avalio que foi excelente e quero ver mais. Um evento assim tem tudo para funcionar e foi delicioso, devo dizer. Se o resort está disposto, então, vida longa ao Hot Mix!

Mais fotos

Guga Rahner e o dj Felipe Lira

A “filha” de Salete Campari e a própria

Eu e Roberto Cushman, do A Capa

Dj André Queiroz

Dj Ana Paula

8 Respostas to “Hot Mix”

  1. pedro paulo maia Says:

    acho legal eventos assim, o turismo gay precisa crescer.
    ainda acho o valmir a cara do tiago rodrigues.

  2. Pô, parece ter sido fantástico! Pena que eles não souberam divulgar – isso aí merecia ser vivido por milhares de pessoas. Ideal seria fazer em feriado, mas entendo que aí seria arriscado demais comprometer uma data que habitualmente tem grande movimento de famílias. Espero que os organizadores não desanimem com a falta de público na estréia e retomem a idéia em 2009.

  3. Ton Flagger Says:

    O evento foi fantástico… ainda bem que os sócios do local ficaram estilmulados e irão realizar mais…
    Além de focarem nas festas, vale a divulgação do próprio local, que é maravilhoso e tenho certeza de que muitos casais, que não gostam de tanta ferveção, gostariam de ir para um resort num final de semana gls, onde se pode namorar nas piscinas, andar de mãos dadas, ficar mais a vontade, em um lugar maravilhoso… foi um paraíso estar no evento… e com certeza estaremos nos próximos!
    =)

  4. Laio Realengo Says:

    Uma pena não ter sido amplamente divulgado! Com certeza teria mais gente. O grupo MixBrasil para ir teria que fazer parte do evento. Pois ninguém leva Mix no nome impunimente!
    Brincadeira!
    Um dia eu vou também.

  5. Clovis Casemiro Says:

    Realmente foi um evento incrível. Todos os pontos abordados pelo Valmir estao corretíssimos. Eu e meu namorador adoramos, é ótima a boa sensaçao de poder namorar em todas as áreas do resort, curtir os amigos de forma gostosa e poder viver em paz um super final de semana!
    VIDA LONGO AO HOT MIX!

  6. como converço com vcs?

  7. Foi excelente! Com uma data amplamente divulgada já resolve bastante a questão das pessoas se programarem tanto no quesito folga/férias como financeiramente também. Que venham muitos outros! Mas como disse o Cushman daqui a uns 10 Hot Mix vamos lembrar com saudade a sensação de exclusividade que tivemos neste primeira edição. Foi lusho e phyno!
    Quero ver a matéria na revista, hein!
    Um prazer enorme conhecê-lo, Valmir (realmente parece o Tiago Rodrigues mesmo heheh)

    Beijão!

  8. Carlos Eduardo Says:

    Cara…
    muito boa a sua matéria, e so faltou (mesmo tendo sitado a falta de grande numero de público) mencionar a participação do pessoal de Goiânia!
    Além dos visinhos de BSB, estavamos em casa com tanta gente de Goiania q foi prestigiar o evento.
    Sou fã daquele “lugar familia” e torço mesmo para q nós proximos eventos nossos, seja de mais sucesso ainda!
    Um abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: