Muito além do desejo…

por Augusto Lins Soares

Desde que a DOM foi lançada, pouco comentei sobre as opiniões e as críticas que ouvi ou li a respeito da revista. Como criador e criatura do projeto, confesso que não sou muito chegado a ficar falando isso ou aquilo do meu trabalho e do trabalho dos meus colegas de redação. Modéstia? Jamais. Desinteresse? Tampouco. Como um bom pernambucano, aprendi a ir devagar e sempre nos meus objetivos. E como um bom nordestino, aprendi que querer é poder.

Sendo assim, tudo que li e ouvi sobre a DOM, sejam elogios ou críticas do bem (já que comentários recalcados, desesperados e desprovidos de crédito não contam num processo civilizatório de mercado) só confirmam a minha crença: é possível, sim, fazer um produto de qualidade gráfico-editorial para o público gay que busca informação de verdade, ou seja, informação pensada, pautada, desenhada, apurada, editada, revisada e publicada para ser compartilhada.

Ainda estamos dando os primeiros passos publicamente, mas sem egocentrismos ou achismos. Claro que somos vaidosos e orgulhosos do que somos e fazemos. Mas as nossas experiências pessoais não nos bastam para elaborar o conteúdo de cada edição. A cada número reunimos idéias e pessoas que venham tornar desejo em realidade. Por isso que, na minha reflexão silenciosa, fico agradecendo a todos que, de um modo ou de outro, dão cada vez mais identidade à DOM.

Jorge: o DOM da palavra.
Taís: o DOM da delicadeza.
Zeh: o DOM da fantasia.
Valmir: o DOM do humor.
Fernanda: o DOM da paciência.
Paulo: o DOM da alegria.
Felipe e Ricardo: o DOM da elegância.

Além do talento desses parceiros diários, quero pegar carona no último post do Jorge (que, como sempre, dá uma aula de civilidade) e dizer que estou também cada vez mais lisonjeado e agradecido de poder conhecer e contar com tanta gente bacana em prol da DOM. Meus muitos obrigados aos Marcos, Thiagos, Mários, Clóvis, Julianos, Júlios, Cláudios, Paulos, Andrés, Fernandos, entre tantos outros que a cada dia se somam ao nosso convívio. Sorte nossa!

E, para finalizar, gostaria de registrar aqui o meu agradecimento especial ao querido André Almada que, assessorado pelo super Valdeck Junior e apoiado pelo competentíssimo staff The Week, proporcionou uma eletrizante festa de lançamento da DOM #3 no último sábado, em São Paulo. São recepções e apoios como esses que nos fazem acreditar no nosso projeto editorial, apostar num mercado gay já conquistado e valorizar a diversidade com maturidade.

Que venham muitas outras DOM com André Ziehe, Miro Moreira, Rodrigo Hilbert e todos os homens mais lindos do Brasil que, de um modo ou de outro, estão emprestando suas belas estampas para valorizar e creditar a nossa marca e o nosso produto no mercado da informação. E isso é um marco histórico e faz jus ao nosso lema: atitude, estilo e prazer. Sempre. Vamos em frente porque ainda tem muita coisa para ser feita. Já estamos preparando a DOM #4, #5…

O supermodelo Carlo Porto abusa da sua beleza e sensualidade na DOM #2

7 Respostas to “Muito além do desejo…”

  1. Raul Pauli Says:

    Puxa, desde o primeiro momento que peguei a DOM na mão e vi a qualidade e o peso dos anunciantes fiquei emocionado com o momento histórico que ela marcava no mundo gay brasileiro. E acompanhar este processo, onde declaradamente os produtores da revista dizem estar crescendo junto com a onda, não decepcionando em talento, da a sensação de fazer parte disso tudo e é tão gostoso.
    Parabéns pela humildade e pelo talento que esse projeto envolveu e ainda por cima manter uma equipe próxima de seu público.

  2. Demorou pra escrever, mas foi GRANDIOSO! Obrigado por me deixar estar mais proximo e ser sempre muito atencioso e carinhoso para comigo. SUCESSO AO SEU MAIOR DOM!

  3. Não há dúvidas de que a equipe tenta e consegue, quase sempre, fazer uma boa revista, mas a Dom tem diminuído de tamanho a cada edição. Por que, senhores editores? Além disso, os anunciantes ainda fogem da revista. Também me incomoda a presença maciça de anunciantes de bebida na revista. Mas de uma coisa não tenho dúvida: a revista é feita por gente competente e muito esforçada. A Dom já é sucesso. Caso alguém da redação da revista leia este meu comentário e queira saber sobre uma situação inusitada que aconteceu comigo e esta revista dentro de um grande shopping, entre em contato que dou um relato fiel do fato.

  4. Filipe Freitas Says:

    Parabéns a toda a equipe pelo trabalho maravilhoso, e que continue por muito tempo!

    Tenham certeza que está sendo muito bem aceita pelo público.

  5. Laio Realengo Says:

    Adorei!

    Como público sei que sou bastante crítico e no começo tinha minhas restricçoes sobre a Dom mas pela consideração e respeito com que trata os leitores conseguiu minha admiração. Dou parabéns pelo sucesso e que fique cada dia melhor.

  6. Pessoal da Revista DOM, quero apresentarme como desenhista/ilustrador e mostrarum trabalho que tenho realizado e postado no fotoblog: http://angelobrasil.nafoto.net
    Quem sabe vocês gostam do meu trabalho. Se achar que pode somar à DOM, ficarei imensamente feliz. Se puderem me informar um E-mail para eu mostrar mais, agradeço.
    “Miguel”

  7. Bom, poderia ter mais fotos de homens semi-nus ou ate nus

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: