Madrugada, novela, pornografia e dubladores

Minha Virada

Eu não tinha me programado para ir na Virada Cultural de São Paulo. Quando deu meia noite de sábado para domingo, resolvi mudar os planos de ficar em casa com família e me joguei no centro da cidade. Foi uma experiência, no mínimo, interessante. Desci na Estação Sé por volta de meia noite e meia e encontrei uns amigos. Nunca havia visto ruas tão cheias antes (sem contar com o dia da Parada, óbvio).

Foi gostoso passear de madrugada na frente da Catedral da Sé sem medo de ser assaltado (o policiamento estava bastante reforçado), dançar psy em ruas como XV de Novembro e Quintino de Bocaiúva, descansar sentado por volta das 4 da manhã no gramado do Vale do Anhangabaú.

Destaque ficou para o Silent Disco, um projeto realmente incrível: foram distribuidos centenas de fones de ouvidos para as pessoas que, com eles, ouviam a apresentação de DJs no local. Olhando de fora, um bando de gente louca dançando sem música, bastante hilário. Com o fone, a sensação era realmente de estar dentro de uma balada. Sensacional!

Fiquei realmente impressionando com o respeito de boa parte do público. A diversidade era bastante observada. Vi homens se beijando no meio do povo, mulheres andando de mãos dadas, grupos de amigos gays rindo, e grande parte dos heterossexuais do local respeitaram. Lógico, sempre tem aqueles que estragam a festa, bebem demais, fazem zona, empurra-empurra, típico de qualquer evento, gratuito ou não. Mas, valeu a pena.

Uma pena que a prefeitura de São Paulo não estimule as pessoas a conhecerem mais o centro da cidade (e dê condições para tal). A arquitetura e o cenário histórico são deliciosos de serem aproveitados. Que venha a próxima virada!

Ps: com segurança ou não, fiquei com medo de levar máquina para tirar fotos e mostrar a vocês!

********************

Ele quer causar mesmo

Como um leitor mesmo disse no blog, espero que o Aguinaldo Silva, autor da novela Duas Caras, não mostre a tal esperada cena do beijo gay na televisão brasileira (zzzzz….) só para causar. Ele havia dito que a cena ocorreria dentro de uma igreja evangélica. Ou seja: ele quer causar.

Agora já voltou atrás e disse que o beijo pode acontece em um cartório (alusão ao casamento gay?). Continua a espera.

********************

Sexo para os ouvidos

Muita gente gosta de assistir a filmes de conteúdo pornográfico (não, não irei falar sobre o filme de Leila Lopes rs). A questão é: como um cego pode aproveitar um filme pornô? O site Porn for the blind resolveu o problema. Dirigido por pessoas com deficiências visuais, o site traz áudios de vídeos pornôs na internet. Mas você não houve apenas “ahh” e “uhh” e afins, e sim a descrição clara das cenas do filme. Ouvi alguns e achei interessante. Não sei se existem filmes gays na lista, pois não eram vários títulos, mas a experiência é, sem dúvida, diferente.

********************

Falando em site…

O site da Parada GLBT de São Paulo já está no ar. Ele é inglês, para ajudar aos milhares de gringos que visitam a cidade para o evento. Segundo dados da última parada, cerca de 37% dos frequentadores são turistas, então é muito válido sermos bons anfitriões. O site é todo em animação, super fofo e bem humorado. Confira aqui. E você, vai na parada?

********************

Dubladores

Como eu havia comentado aqui semana passada, eu tive o prazer de conhecer pessoas muito interessantes em minha viagem a Belo Horizonte. Dentre essas pessoas, conheci Carlos Silveira e Patrícia Scalvi, dois dubladores de filmes e desenhos com uma carreira sensacional.

Carlos, ou Carlinhos, como é conhecido, dublou diversas obras de sucesso, como o Asterix nas séries e nos longas, o Lester de O Mundo de Beakman, o Lamar Bone do desenho Doug, Mozart em Amadeus, o tio Fester na redublagem de A Família Addams e tantos outros. Um dos personagens mais marcantes (que tive o prazer de vê-lo dublar na minha frente) foi o Gollum, de O Senhor dos Anéis. Eu fechei o olho e vi como é impressionante o trabalho desses profissionais: sua voz me remeteu automaticamente ao filme.

Já Patricia Scalvi, além de dubladora, também tem uma lista enorme de trabalhos como atriz. Além das dublagens (logo teremos um vídeo dela sobre um personagem bastante famoso que todos adoram), fez dezenas de filmes para o cinema e trabalhos para a televisão.

Foi muito gostoso conhecer um pouco mais do trabalho deles e ouvi-los contando suas experiências. Conversa vai, conversa vem, descobri que os dois trabalharam com dublagem de Almodovar. Não pude perder a oportunidade. Com a ajuda do meu amigo Jefferson Melo, que ora foi diretor, ora produtor, ora camera man, fizemos uma mini entrevista com os dois sentados na banheira do quarto de hotel em que estávamos em Belo Horizonte, uma cena inusitada à la Almodovar.

Os dois contam um pouco sobre sua experiência com Almodovar. Nos próximos dias, irei blogar mais vídeos que fizemos com os dubladores. Confiram:

5 Respostas to “Madrugada, novela, pornografia e dubladores”

  1. David Denis Says:

    A Patricia é fantastica e o Carlinhos também. Não só como profissionais, mas também como pessoas. Incríveis!

  2. Eu não pretendo ir na parada o ano passado foi um lixo, gente feia e porca na rua, tudo lotado vários assaltos empurra empurra. Vou
    ficar na minha casinha vendo filme.

  3. Laio Realengo Says:

    Beijo gay. Acho que o primeiro devia ser militante com atores realmente gays o encenando. Tipo MIguel Falabella e Matheus Natchtergare, ou Leonardo Bricio e Guilherme Piva, até mesmo Leonardo Vieira e Alexandre Balilari. Estou aberto a sugestões. Mas o que me choca mesmo é que estes atores da novela não instigam nem um pouco.
    Ontem vi no SBT aquela série americana chamada Arquivo Morto, mostrou no decorrer da história uma dupla de detetives que na verdade era um casal. Os dois eram muito interessantes e a cena do beijo foi brutal e romântica. Será que um dia chegaremos a esta qualidade no horário das 17h aqui? Seria engraçado ver um beijo gay entre os emos de malhação.

  4. pedro paulo maia Says:

    virada cultural eh MARA!
    o unico motivo desse beijo eh o ibope! o beijo tem que acontecer de maneira natural como sao os beijos ht.
    porno para cegos deve ser realmente mto legal, eu assisti a alguns filmes normais com dublagem especial e funciona bem, vc consegue imaginar todos os elementos da cena. leila lopes eh melhor deixa quieto msm, tudo que ela queria era publicidade e conseguiu.
    adoro dubladores eh um trabalho mto dificil, mas não eh mto reconhecido.
    laio realengo nos seriados americanos beijos sao comuns. a 5 anos atras o sbt começou a exibir uma das minhas series favoritas que chama ”a sete palmos” (six feet under), que tem gays e varias cenas de beijo. e tem tbm oz uma serie que era destinada para o publico masculino ht e que tinha varias cenas picantes. nos dois casos ninguem reparou nos gays pq eles estavam tao inseridos na historia e tudo era tao natural que passou batido. malhaçao eh irreal!

    ps: paulo eu tava te stalkeando e super te achei parecido com o justin timberlake, mas sei lah.

  5. olá!!!!
    pelo q eu entendi vc fez mais algumas perguntas para os dubladores q vc conheceu… eu estou fazendo uma matéria sobre o “Mundo de Beakman” e queria saer se o carlos falou alguma coisa sobre dublar o Lester. Se vc tiver esse material e puder me mandar iria ser maravilhoso.

    Valeu!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: