O Acontecimento

O nosso sistema ecológico está se transformando tão insanamente que hoje não são poucos os relatos sobre catástrofes ambientais. Tampouco o de discretas mudanças que, futuramente, farão grande diferença. Como o comportamento de animais. Por exemplo, o Instituto Oceanográfico de Paris registrou que, pelo mundo afora, a quantidade de águas-vivas aumentou consideravelmente. Segundo eles, águas-vivas são termômetros poderosos para indicar mudanças no ambiente, pois são compostas principalmente por… água, dã...

Fácil dizer que é a intervenção humana a responsável por toda essa balbúrdia. O planeta reclama e ainda nada é feito de concreto, exceto algumas ações esporádicas de um indivíduo ou outro sem maior alcance na escala global. Ações como da GM e seu Volt (uma grande montadora lançando um carro elétrico?) são esparsas e que agirão a longo mas longo mesmo prazo.

Dito isso, não é de esperar que, no arco evolutivo das espécies, assim como ocorreu com os dinossauros, a espécie humana mereça a extinção. Entretanto, conforme foi um asteróide no meio da fuça o golpe de sorte com os dinosssauros, as chances de um evento como o que os extingüiu acontecer nas próximas décadas é ínfima. Portanto, nada mais plausível que, futuramente, com uma participaçãozinha da evolução e do instinto animal humano, as pessoas começassem a se matar.

Essa é a premissa de Fim Dos Tempos, de M. Night Shyamalan, o polêmico diretor de sucessos como O Sexto Sentido e fracassos como A Dama Na Água, além de uma série de filmes sem classificação imediata na escala de crítica e público (Corpo Fechado, Sinais, A Vila e os filmes predecessores ao estouro do “filme espírita”).

À parte o grotesco da tradução do título, que em inglês é muito mais perfeito para o contexto deste post, The Happening é um filme B por excelência, com atuações igualmente B de Mark Wahlberg, da estranha Zooey Deschanel e do sempre caricatural John Leguizamo, e até mesmo tomadas insanamente engraçadas e ao mesmo tempo assustadoras, como as pessoas correndo do vento que, aparentemente, é o responsável pelas tragédias.

Enfim, não me proponho a resenhar o filme. O que me fez realmente ficar com medo após assistí-lo é que, caso realmente a Natureza, com N maiúsculo mesmo, resolver se voltar contra o Homem, ou Mulher, para as feministas, com H maiúsculo mesmo, um grande cataclisma irá acontecer. E seria irônico, se não engraçado, que todos morressemos nos matando. Que o instinto humano nos levasse ao suicídio em massa, que um pequeno gene de “proteção da Natureza” fosse ativado e, como o filme relata, nosso instinto de sobrevivência fosse para os espaço e não conseguíssemos nada além de pensar em se matar. Justo. Eu acharia, no mínimo, justo.

Um equilíbrio. O Universo anda de mãos dadas com o equilíbrio. Luz e Trevas. Fogo e Água. Planetas e Estrelas. Héteros e Gays. E nada mais O Segredo do que a espécie humana, frente à sua genialidade e num arroubo instintivo, sem interferência de sua inteligência, um animal por excelência (apesar dessa espécie negar veementemente ser um animal “comum”) se eliminar para reequilibrar a equação.

Quer coisa mais apocalíptica do que essa?

P.S.: O próprio diretor classificou o filme como um filme B divertido, ou seja, o longa foi produzido dentro dessa estética de propósito. Ser um filme B não quer dizer que ele seja ruim. Pelo contrário, eu acho o filme muito bom.

2 Respostas to “O Acontecimento”

  1. pedro paulo maia Says:

    o filme eh B, mas tem coisas legais. todas as relaçoes do filme sao idiotas e todo mundo é idiota, e se tratando do ser humano isso nao é falso.
    acho que se todo mundo tivesse pelo menos o minimo de noçao ambiental as coisas nao estariam do jeito que estao.

  2. Laio Realengo Says:

    Adoro esse diretor e seus finais surpreendentes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: