Madonna na DOM

Enquanto a gente espera a diva pop desembarcar por aqui, que tal fazer um exercício de capa com a imagem dela que, ao meu ver, representa o blond icon da virada do século?! Ao lado das bombshells Jean Harlow (1911-1937) e Marilyn Monroe (1926-1962), ela fechou linda e loira o século XX… Abriu gloriosa e absoluta o século XXI… E continua sendo a musa gay de todos os tempos (quer queiram, quer não)… Quem será a sua sucessora? Você arriscaria um palpite? Eu prefiro esperar a surpresa… E se ela fosse capa da DOM, que look escolheria para estampar a nossa superedição? Faça a sua aposta! Eu já tenho a minha candidata inspiradora… Vamos ver se ela topa!

9 Respostas to “Madonna na DOM”

  1. Eu amei a roxa (foto 4), mas não creio que tenha a cara da DOM…. acho que poderia ser feito algo melhor! :p… mas das expostas, acho que a que tem maus cara de DOM é a 1ºa foto

  2. Israel (moderador "Revista Dom'') Says:

    Eu tbm ameiiiiiiiii a roxo.Sexy e provocante

  3. pedro paulo maia Says:

    eu adorei a 1º foto e a foto do meio da fileira de baixo tbm tah legal

  4. Laio de Realengo Says:

    Eu gostei da quinta foto. Mas a edição tinha que ser com capa dupla de um lado ela e de outro um gostoso.

  5. Eu gostei muito da foto roxa (4ª), mas para capa acho que cairia bem a 5ª!
    A revista tá cada vez melhor!!!

  6. Como lamento a pouca qualidade de certas matérias produzidas para os gays, seja aqui, neste blog, ou em outras publicações específicas ou não. É tanto clichê, é tanto lugar-comum que, às vezes, fico revoltado. Reclamamos dos estereótipos contra nós gays, mas, nós mesmos, acabamos criando e alimentando muitos deles. Há muita falta de originalidade, também, neste universo gay. São sempre os mesmos assuntos. Reproduzimos um modo de vida e uma visão normativa heterossexual quando temos toda liberdade de criar nosso próprio estilo e de criar nosso próprio modelo de vida. Os jornalistas que fazem a revista Dom – que são pessoas que não conheço, mas que admiro e respeito muito, pois uma equipe que consegue colocar Cauã Raymond na capa de uma revista gay merece muitos elogios – parecem não perceber que são formadores de opinião e que poderiam contribuir mais para melhorar a qualidade de vida dos gays. Eles têm uma relativa responsabilidade social, digamos assim. Sei que, lamentavelmente, existe, de forma exagerada, uma demanda gay sobre “Madonna” e que as revistas específicas sabem disso e produzem matérias de acordo com o interesse dos leitores, mas Nelson Rodrigues já dizia que “Toda unanimidade é burra”. Na minha opinião, a capa da revista Dom poderia ser qualquer pessoa e não apenas um rosto masculino bonito, desde que, por dentro, não faltassem fotos de belos homens (é sempre bom vê-los), pois ainda que o rosto bonito seja um chamariz acredito que haja outros chamarizes também. Agora, o que me causa espanto é esta idolatria desmedida por uma figura cheia de defeitos e merecedora de reparos que é a Madonna. Vejo muito oportunismo nas atitudes desta cantora e seus shows, muitas vezes, são feitos para provocar e agredir as pessoas. Acho a Madonna, como cantora, talentosíssima, e gosto muito de algumas músicas suas. No entanto, fico muito tranqüilo quando percebo que sou destes que não a aplaudem cegamente, como se ela estivesse acima do bem e do mal e como se tudo que ela faz é perfeito. Gostaria de saber o que ela fez para merecer toda esta idolatria de muitos gays, pois nunca vi, li ou soube de discursos feitos por ela para ajudar a diminuir a homofobia. O que ela faz nos seus shows não conta, pois tudo aquilo é para vender mais discos e para provocar ou agredir as pessoas, como já escrevi. Não se esqueçam de que Madonna não é exclusividade gay. Há muitos heterossexuais que a idolatram também e seus shows são feitos para os heterossexuais por serem maioria. Até porque desejos e fantasias homossexuais também não são exclusividade dos homossexuais. Os homens gostam de sexo lésbico e, muitas mulheres, gostam de ver dois homens se pegando, pois já li sobre isto. Até para adotar uma criança Madonna faz questão de criar polêmica, fazendo, deste gesto nobre, um espetáculo de marketing ou dele uma coisa menor. Eu até aplaudo a Madonna, mas sentado e não de pé. Se este post é uma espécie de pesquisa indireta para se saber se a revista tem o aval dos leitores para se ter Madonna como capa em novembro ou dezembro, já que dizem que ela virá ao Brasil, fiquem sabendo que, de minha parte, eu aceito tê-la como capa da revista Dom, pois, definitivamente, não sou uma pessoa radical, mas não seria a edição que compraria com mais satisfação. Os gays precisam saber que existem outros assuntos além de Madonna, celebridades, boates, saunas e homens. Sinceramente, precisamos dar um salto qualitativo e alcançar novos paradigmas dentro do universo gay. Mas não sou eu quem tem a receita. Apenas posso dizer que satisfeito não estou. Abraços do André.

  7. […] pegar carona no último post do Augusto, sobre Madonna na DOM e quero fazer uma espécie de desabafo-discussão aqui no blog (afinal, esse é um dos papéis […]

  8. Voto na 2ª opção 😉
    Façam uma capa com ela mesmo!!!

  9. Não entendo pq alguns gays admiram tanto a Madoina, ele defende a Cabala, religião homfobica que condena os homossexuais. Outra, o blog é dirigido ao público homossexual masculino, certo? Tá então o que ela faz aí? Não entendo essa obsessão dos gays efeminados por cantoras divas. Seria atural que numa revista para homens gays não se falasse muito de mulher, certo?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: