Na fila sem Madonna

Capítulo 1

Sexta-feira, 29 de agosto de 2008

O relógio marcava 10 e meia da manhã. Cheguei ao meu trabalho após quase duas horas de um trânsito caótico, mas já costumeiro de São Paulo. Atravessar a cidade da Mooca para a Vila Olímpia todos os dias é uma tarefa complicada, mas nesse dia as coisas se tornariam um pouco diferentes. Entro no MSN como sempre faço e assim que fico online já vem a mensagem: “Paulinho, Meu Deus, notícias novas a respeito do show da Madonna…”

Eu, fã convicto, que estava acompanhando tudo o que rolaria desde a confirmação do show até o início das vendas, li com toda a atenção possível o que meu amigo falou, amigo este de Campinas que conheci através da comunidade da Madonna no Orkut. Ele me contou as mudanças nas vendas do show, a liberação de todos os cartões de crédito para um show e tudo o que foi divulgado naquele dia.

Li atentamente aquilo e no final ele disse “…e pelo jeito já tem gente acampando no Credicard Hall desde quarta-feira”. Foi então que o desespero bateu! Eu estava me programando para ir para a fila do Credicard no sábado ou domingo, porque meu objetivo desde sempre era conseguir o tão sonhado ingresso para Pista VIP e ficar o mais próximo de Madonna possível. Não iria tentar comprar pelo site, pois eu sabia o caos que se instaura na Internet quando são vendidos ingressos para um show do porte deste (vide U2) e muito menos pelo call-center porque…bom, é call-center, todos sabem como “pode estar funcionando” o sistema de call-center no país. Era isso! Eu iria acampar e já havia pessoas na fila. Eu precisava me juntar a eles!

Contei para todos no trabalho o que estava acontecendo. Eles sabiam o quão fanático eu sou por Madonna e então, por volta das 14 horas, eu retornei correndo para casa para arrumar as malas e me aventurar no acampamento. Aprontei a barraca com lugar para 6 pessoas, emprestado pelo marido de minha prima, aprontei o colchonete desenterrado das profundezas de minha casa por minha mãe, aprontei roupas para passar 6 dias na rua, arrumei lanterna para suprir meu medo pelo escuro, arrumei salgadinhos, garrafa d’água, celular, bloco de anotações e tudo o que eu considerava essencial para o kit “sobrevivência na Marginal Pinheiros”.

Dei tchau para meu pai, ele me respondeu “você é louco”, dei tchau para minha mãe, ela respondeu “prefiro não comentar o que você está fazendo”, dei tchau para minha cachorra, ela não entendeu muito bem. Eu nunca havia visitado o Credicard Hall e as indicações que peguei pelo site da SP Trans pouco me deixavam confiante de que seria uma ida fácil. Mochila nas costas, barraca e mala nas mãos e fui para o metrô. Era sexta-feira, quase 16h, eu precisaria chegar ao Credicard Hall antes do anoitecer, pois sabia que a região era perigosa e eu não fazia a mínima idéia do que iria encontrar. Sem pensar nas conseqüências, entrei no primeiro vagão do metrô.

8 Respostas to “Na fila sem Madonna”

  1. historia da fila da madd!

    to com medo de xegar nakele dia….nakela barraca…prefiro nam comentar

    vamos dexar o suspense no ar!

    ^^

  2. Thiago José Says:

    Acompanhei tua história em todos os portais de internet e te digo que até me emocionei quando tu choraste na televisão ao dizer que queria que tudo terminasse bem a todos. Achei muito honroso da tua parte, sem dúvida. Estou curioso pelos próximos capítulos. Eu não teria a coragem que tu tiveste em enfrentar tantos dias na rua. Parabéns

  3. n0ssa, eu nao sabia q tinha sido assim e agora estou muito muito muito curioso!
    Q foda essa história!
    parabens

  4. Marcelo Ramos Says:

    Odeio novelas pq elas sempre acabam na melhor parte e tenho que esperar até o proximo captulo para saber como continua…..
    Agora vc é alguem na noite…. alguem loco, mas alguem…
    hahahahahahahahhahahaha
    aguardo melhores momentos
    bjao

  5. paulinho darling!
    acompanhei um pouco sua saga e só posso dizer:
    VC É MEU HERÓI
    anciosa pelos próximos capítulos… bjs!

  6. pedro paulo maia Says:

    isso é coisa de doido mesmo.

  7. Já fiz loucuras pra ver a Fernanda Takai, que é aqui do Brasil mesmo… Fico imaginando o quanto deve ser emocionante a oportunidade de um fanático assistir à um show desses. Bos sorte!

  8. o seu blog tinha tudo pra ser muito interessante …. só faltou diversificar os assuntos…. o seu blog poderia se chamar madonna de todos os modos…. pô cara só se fala da passagem de madonna em 2008 …. já tá batido amigão se liga … agora , vc pode considerar uma crítica construtiva ou não , mas a verdade é que eu iria até deixar o seu blog nos meu favoritos mas prefiro não entrar mais nele… se quiser saber sobre madonna eu entro no madonnaonline que é bem característico.

    abraços!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: