A DOM quer saber…

A Revista Out, todos os anos, publica sua lista das 100 personalidades gays mais influentes do ano (leia mais da última edição aqui). Agora, responda rápido: se você tivesse que escolher quais os nomes encabeçariam a lista, na tua opinião, quais seriam os escolhidos?

5 Respostas to “A DOM quer saber…”

  1. Aqui no Brasil… é um pouco dificil com tanta personalidade no armário, rsrs. Bem, seria o dono da The Week, André Almada, o Ney Matogrosso, a Ana Carolina, O Didi, blogueiro e o André Fischer, o Augusto, afinal ele criou a DOM, por isso influencia sim… Devia lembrar de mais pessoas aqui. Na grina, Elton John, Ian McKellen, o atleta australiano que eu não lembro o nome que ganhou ouro em Pequim, Ellen de Generes, Mark Feehily do Westlife…

  2. pedro paulo maia Says:

    curto mto a Ellen de Generes mas se for brasileiro nem sei quem responder de cara. de chute fico com ana carolina.

  3. Concordo c/ o Jonathan. Aqui, ao sul do Equador, é meio difícil encontrar assumidos que possam ser considerados “influentes”, que consigam sacudir a opinião pública. Ele citou alguns bons nomes, principalmente o de Ney Matogrosso, que deu entrevistas comentadíssimas em 2008, que se transformaram num show de respostas. Sem dúvida, Ney é um artista extraordinário, de personalidade ímpar.

  4. Pedro L Lima Says:

    Concordo com o Jonathan e o Américo, sobre os gays que pode influenciar ao sul do Equador. Mas o nome já citado e NEY MATOGROSSO, e de Ana Carolina, são bons nomes. So teremos influencia em algum segmento social, politico, desportivo e religioso, quando NÓS gays assumirmos nosso lado politico e tivermos um verdadeiro representante nosso no Poder Legislativo, pois os que estão lá, e nos outros Poderes só pensão em si mesmos. As ultimas eleições e os ultimos fatos e relatos divulgados nas mídias brasileiras não me deixão mentir, NÃO É! Só somos olhados como “pessoas alegres” e me desculpem as queridas mulheres, “sermos o lado engraçado dos gays mulherzinhas e não temos nda na cabeça e nos meios das pernas”!

  5. Ronaldo Souza Says:

    Concordo com os meninos. Difiícl escolher, mas por aqui ficaria com a Iara Bernardi, que sempre encabeçou lutas pela causa LGBT. A Soninha também merece um destaque, Nei Matogrosso, sempre! Sérgio Ripardo e André Fischer. Lá fora, sinto que faltou a Gwen Haworth, cineasta transexual que fez um filme lindo exibido no Mix Festival, “She’s a boy I knew”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: